6 métricas e indicadores do Google Ads para prestar atenção


Rodolfo Benetti

Por   

 25/02/2022 

Profissional com mais de 12 anos de experiência, responsável pelas estratégias de marketing dos clientes da Orgânica.

Quer melhorar seus resultados na Internet? Um dos primeiros passos é usar bem as métricas e indicadores do Google Ads! São elas que vão te ajudar a conquistar, manter e expandir seus negócios por meio dos links patrocinados.

O alto número de métricas disponíveis pode assustar os que estão começando a trabalhar com o Marketing Digital, mas não é tão difícil quanto parece. Antes de entrar nos detalhes de cada métrica, vale o registro: todas elas servem para ajudar no controle dos resultados da sua campanha e, claro, a orientar os ajustes necessários.

Ou seja: não basta entender o que está acontecendo, é necessário agir e tomar medidas para otimizar a performance da sua campanha. Então confira as informações que separei para você entender melhor como funcionam as principais métricas e indicadores do Google Ads! Vamos lá?

Dica: Indicadores e métricas de Marketing Digital: saiba como usar!

1. Taxa de Impressão 

Esta é uma das primeiras métricas do Google Ads. A taxa de impressão indica quantas vezes o anúncio foi exibido.

Para calcular essa taxa, o Google faz a proporção entre o volume de buscas das palavras-chave indicadas pelo anunciante e o volume de exibição dos anúncios.

Atenção: se a taxa de impressão é baixa, algo está errado em sua campanha. Provavelmente será preciso fazer ajustes em suas palavras-chave para melhorar o resultado.

Guia Prático: como escolher as melhores estratégias de marketing para sua empresa

2. CTR, CPC e CPA

A exibição do anúncio é importante, mas, no caso da Internet, o anunciante quer ir além. Correto? É por isso que também precisamos avaliar o que acontece depois da visualização.

Se houve o clique, podemos calcular o CTR (dos que visualizaram, quantos clicaram?) e o CPC (o valor cobrado por cada clique).

Ainda há o CPA, que é o custo por aquisição. O que muda é a forma de cobrança do Google, que será determinada pelo volume efetivo de cliques ou conversões.

A opção é do cliente, mas ele deve atender dois pré-requisitos: ter um histórico de conversões no prazo de 30 dias (é a partir daí que o Google calculará o valor do seu lance) e ativar a função "acompanhamento de conversões".

Dica: Este é um processo mais automatizado, mas nem sempre vai representar redução de custo, então faça um teste para comprovar se é a melhor opção no seu caso. Veja como funciona o Google Ads!

3. Taxa de Conversão

Esta métrica vai nos dar uma informação muito valiosa: o que aconteceu depois do clique no link patrocinado.

Só serão contabilizadas, na taxa de conversão, as ações das pessoas que fizeram o que o anunciante esperava delas. O objetivo era levar o consumidor a responder uma pesquisa? Informar seu e-mail? Efetuar uma compra? Não importa. O que interessa aqui é se a empresa alcançou o seu objetivo.

Como podemos ver, é uma das métricas mais importantes do Google Ads, porque mostra o resultado da campanha.

4. ROI (Retorno sobre o Investimento)

Assim como no caso do clique, também conseguimos calcular o custo dessa conversão, ou seja, o retorno obtido com o investimento.

Esta é uma métrica fundamental para a empresa que usa links patrocinados, uma vez que mostra para o anunciante se o resultado foi proporcional ao investimento.

Dica: O que é ROI e qual a importância disso para minha empresa?

5. Índice de Qualidade

Google aumenta ou abaixa este índice de acordo com a relevância do seu material.

É uma métrica que deve ser avaliada com atenção, porque determina a posição do link patrocinado e também o custo dele.

Fique atento: um alto índice de qualidade garante mais tráfego, menor custo e, o que é fundamental, mais conversão!

Guia completo para converter seus leads e otimizar suas vendas

6. Taxa de Rejeição

Esta taxa ajuda a empresa a medir a atratividade do seu site. Se a pessoa entrou, mas não navegou pelo endereço, a taxa de rejeição será alta. Nesse caso, é preciso avaliar o que está acontecendo e realizar os ajustes necessários.

Quando se fala em métricas, lembre-se: todas são importantes. Porém, para avaliar adequadamente seu resultado, é preciso ter objetivos bem definidos.

A boa notícia é que hoje, com o Marketing Digital, temos condições de analisar, passo a passo, tudo o que estamos fazendo na nossa comunicação. No final, é para isso que servirão as métricas e indicadores do Google Ads.

Dica: 4 dicas para fazer sua empresa aparecer no Google!

Quer saber mais sobre o assunto? Assine nossa newsletter e receba dicas valiosas para melhorar a performance da sua empresa!





Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!