Afinal, investir em Inbound Marketing é vantajoso?



Por   

 24/01/2018 

Profissional com mais de 12 anos de experiência, responsável pelas estratégias de marketing dos clientes da Orgânica.

Se você chegou até este artigo, está em busca de informações sobre o Inbound Marketing, não é mesmo? Que bom! Afinal, essa estratégia — cujos princípios se baseiam no funil de vendas — é uma das mais eficientes na atualidade.

Não é à toa que tantos empreendedores buscam tal solução, que envolve a junção de diversas técnicas e que resultou em uma máquina de negócio. Atualmente, 67% da jornada do cliente é percorrida online, o que faz com que as estratégias digitais sejam cada vez mais fundamentais no ambiente corporativo.

Ainda não acredita? Então, observe os seguintes dados relativos ao Inbound Marketing:

  • 68% dos profissionais acreditam que essa é uma estratégia efetiva;

  • 67% dos profissionais notam um crescimento de pelo menos 10% no número de oportunidades geradas pela nutrição de leads;

  • leads inbound custam, em média, 63% menos que leads outbound;

  • negócios que utilizam o blog regularmente geram 70% mais leads;

  • leads nutridos convertem 47% mais.

Bom, não restam dúvidas sobre os possíveis resultados dessa estratégia, certo? E, se você ainda tem algum questionamento sobre sua aplicação na empresa, veio ao lugar certo.

Neste artigo, você saberá porque utilizar e como começar a investir em Inbound Marketing agora mesmo! Acompanhe!

O que é Marketing Digital?

O Marketing Digital se refere a qualquer ação realizada no ambiente digital e que tenha como foco trazer lucros à empresa. Geralmente, seus objetivos são relacionados ao engajamento com o público e divulgação da marca. Porém, no fim das contas, sua finalidade é gerar oportunidades e vendas.

Dentro dessa atividade, existe uma extensa gama de recursos disponíveis para alcance dos resultados esperados. Alguns dos mais conhecidos são:

É claro que existem muitas outras ferramentas. Afinal, a web é um ambiente dinâmico e em constante atualização. Porém, a lista acima traz as mais comuns ou, pelo menos, aquelas que costumam gerar mais resultados.

Elas podem ser utilizadas separadamente, mas você sabia que existe uma técnica que reúne todas elas em um mesmo processo? Pois é, esse é o Inbound Marketing, sobre o qual falaremos a seguir.

Dica: Por que o Marketing Digital é fundamental para sua empresa?

O que é Inbound Marketing?

O Inbound Marketing é uma estratégia de Marketing Online que tem como objetivo transformar um usuário em cliente. É claro que essa é uma definição genérica, mas não se preocupe, pois vamos nos aprofundar mais adiante.

De maneira direta, ela se baseia no funil de vendas, que é dividido nas seguintes etapas:

Atrair

A ideia nessa fase é atrair o máximo de usuários possível para o seu blog. O Marketing de Conteúdo, aliás, é um dos pilares do Inbound Marketing. Geralmente, o formato mais utilizado é o de blog posts.

Ou seja, usando técnicas de Otimização para Mecanismos de Pesquisas, você deve criar artigos valiosos para a sua persona — um personagem fictício que representa o seu cliente ideal —, com o objetivo final de gerar tráfego. Para isso, há algumas ferramentas de suporte: a escolha de palavras-chave relevantes e a divulgação nas Redes Sociais.

Converter

Certo, depois que um usuário passa a ser visitante, é preciso convencê-lo que você tem mais a oferecer. Aí entra a qualidade do artigo e o quanto ele foi útil para o leitor.

Ao final de cada um dos textos, uma call-to-action (ou chamada para a ação) é incluída. Esse elemento é variável, mas, no fim, seu objetivo é fazer com que o visitante se inscreva na sua newsletter. Ao fazer isso, ele torna-se um lead. Ou seja, alguém que já revelou interesse no seu produto ou serviço.

Fechar

A partir do momento que o lead iniciou um diálogo com a marca por livre e espontânea vontade, é chegado o momento de criar um relacionamento com ele.

Nesse ponto, a principal ferramenta utilizada para tal é o Email Marketing. Você precisa nutri-lo com conteúdo relevante, destacando a autoridade da marca e aumentando a confiança do usuário.

Quando as plataformas de análise de leads identificarem que ele possui um alto nível de engajamento com o conteúdo enviado, significa que ele está pronto para receber uma proposta. Ou seja, o seu time de vendas poderá contatar um prospect extremamente inclinado a fechar um negócio.

Quer saber mais sobre o Email Marketing e descobrir porque ele é a chave para a vantagem competitiva? Então confira nosso eBook!

Email Marketing: a chave para a vantagem competitiva

Encantar

É muito mais fácil manter um cliente do que conquistar novos. Por isso, a sua relação com ele não acaba após o momento da venda.

É preciso continuar criando conteúdo útil para a sua cartela. Assim, as chances de uma pessoa voltar a negociar são altas, e você ainda pode conquistar um defensor da sua marca. Isso é bom, afinal, sabemos o quanto é importante a opinião dos usuários no ambiente digital, não é mesmo?

Vale a pena investir em Inbound Marketing?

As métricas confirmam que o Inbound Marketing é, sim, uma estratégia que vale a pena utilizar. Além dos números conhecidos no início do texto e das etapas do funil apresentadas, há outros diversos benefícios. Conheças os principais:

Análise de métricas

Uma das grandes vantagens de se investir em Marketing Digital é que, nele, tudo pode ser mensurado e analisado. E no Inbound Marketing não é diferente. O recolhimento de dados é extenso e traz a possibilidade de previsões e modificações estratégicas.

Na etapa de atração, por exemplo, é possível mensurar quais artigos geram mais tráfego, os melhores canais de aquisição e os formatos com performances de destaque.

Na segunda etapa, páginas de captura que geraram mais leads, desempenho dos CTAs, concorrência por palavras-chave etc.

Na última, as plataformas de Email Marketing permitem o acesso a indicadores, como a taxa de cliques, descadastros, abertura de mensagens, tempo de leitura, e muitos outros.

Automação

Perceba que grande parte desses processos podem ser auxiliados por ferramentas e softwares. Portanto, há a possibilidade de iniciar a prospecção automática, otimizando o tempo e o trabalho da sua equipe.

Alguns recursos são bastante conhecidos, como o Hubspot, o RD Station e o MailChimp, mas existem outras voltadas para ações mais específicas. É o caso do Scup e o HootSuite para redes sociais, por exemplo.

Escalabilidade

Todos esses valiosos recursos unidos permitem que a sua empresa cresça de maneira escalável. A união entre os setores de marketing e vendas é conhecida como vendarketing. Essa prática, em resumo, consiste em aliar os objetivos, processos e métricas dos segmentos. 

Com isso, torna-se possível estabelecer um diálogo que oferece aos colaboradores o ambiente perfeito para o trabalho em equipe, focado no desenvolvimento do negócio.

E então, preparado para começar a investir em Inbound Marketing? Aproveite a faça download agora do nosso eBook gratuito!!

eBook Manual do Inbound Marketing

Se você gostou deste conteúdo, assine a nossa newsletter e receba muitos outros sobre Marketing Digital!

 


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!