Planejamento de marketing de conteúdo: 8 dicas para criar o seu


 Planejamento de marketing de conteúdo: 8 dicas para criar o seu

Cada vez mais empresas e marcas vêm apostando no marketing de conteúdo como sua estratégia para se destacar da concorrência, atrair visitantes e ajudar a alavancar as vendas.

E mesmo que você não tenha tanta experiência no assunto, deve saber que o planejamento de marketing de conteúdo é a espinha dorsal para que sua estratégia seja bem-sucedida.

Seguem algumas boas dicas para que você possa planejar muito bem o seu marketing de conteúdo. Use-as sem moderação!

1. Analise profundamente a sua marca

Antes de criar o planejamento em si, com a definição de objetivos, metas e demais elementos, você deve entender o conceito da sua marca, a fim de produzir materiais que realmente a representem, atraiam e conquistem público-alvo ideal.

Os conteúdos produzidos, como artigos para o blog, vídeos e até mesmo textos para estratégias de e-mail marketing influenciam na maneira como o consumidor enxerga a sua empresa. Dessa forma, tudo precisa ser bem planejado.

Antes disso, porém, analise como você pode imprimir as crenças, os valores e os propósitos da empresa em cada uma das suas ações. Se você já tem uma visão e missão criadas, essa não deve ser uma novidade. No entanto, se ainda não se preocupou com isso, saiba explicar à audiência porque a sua companhia existe. É apenas para gerar lucro para os fundadores ou a marca pretende mudar o mundo - e melhorar a vida de seus consumidores - de alguma maneira?

A ideia de que pessoas não compram produtos, e sim benefícios, não deve ser nova para você, certo? Mas será que a sua empresa, por meio dos conteúdos que produz, consegue expressar isso para a audiência? Se você analisar como se comportam grandes marcas do mercado, perceberá como elas fazem isso em seus materiais de comunicação.

Dica: O que são love brands e o que você pode aprender com elas

A Coca-Cola e a Disney, por exemplo, vivem dizendo que querem proporcionar momento felizes aos seus clientes, e todas as suas ações buscam mostrar isso.

Além de definir a sua missão, sua visão e seus valores, é muito importante criar uma proposta única de valor. Quando você consegue se fazer entender como o melhor no que faz, naturalmente vai atrair e fidelizar clientes com mais facilidade. Isso é ainda mais importante se você vende produtos e serviços para as novas gerações e jovens adultos.

No geral, essas pessoas se preocupam com a responsabilidade social das empresas e como elas ajudam a tornar o mundo um lugar melhor. Estabelecer uma proposta de valor diferencia a empresa entre seus concorrentes e influencia no sucesso do branding. Saiba por que a sua companhia existe, como ela atua, o que produz e expresse isso nos conteúdos criados.

Uma dica é criar um slogan e frases que sintetizem a narrativa da sua empresa. Isso será especialmente útil ao desenvolver landing pages, e-mails e perfis online. Se ficar com dúvida sobre como fazer isso, vale a pena investigar o que outras grandes marcas fazem. Entre no site dos seus concorrentes ou de marcas do nicho e procure entender como elas se posicionam, mas não se esqueça de manter a sua identidade.

Após conhecer profundamente a sua marca, você deve saber como deseja que o público a entenda. Em seguida, só precisa avaliar o que produzir para se comunicar de maneira eficaz. Sendo assim, você deve estar preparado para planejar as estratégias de conteúdo

2. Entenda a base de um planejamento de marketing de conteúdo

A melhor maneira para se conquistar quaisquer objetivos é planejar a jornada. Dedicar-se ao planejamento de marketing de conteúdo significa avaliar todas as ideias e vontades que você e sua equipe têm de alcançar o merecido sucesso e saber como fazer para que elas se tornem realidade.

Dica: Tire 6 principais dúvidas sobre a elaboração de um plano de marketing

Na criação do seu plano de marketing de conteúdo, você precisará estudar o mercado e responder algumas perguntas importantes.

Quem é o seu público, o que ele quer e precisa saber sobre? Quais são as principais dúvidas a respeito das soluções que a sua empresa oferece? Como essas resposas serão fornecidas em cada etapa do funil de marketing e da jornada do cliente?

Note que mais do que responder essas perguntas, você precisa ter disciplina para manter-se fiel ao planejamento de marketing de conteúdo. Evite sair do que foi esquematizado e criar materiais que não estão de acorddo com as estratégias da empresa.

Você pode, se quiser e achar viável, inserir alguma pauta ou testar um novo formato de conteúdo, por exemplo. No entanto, isso não deve ser um hábito. A consistência é a base de um plano de marketing e favorece o branding da empresa.

Aliás, é importante lembrar de comunicar a sua proposta de valor à audiência. Em todo conteúdo produzido, mostre os diferenciais da sua empresa e por que ela é a melhor opção para o consumidor.

3. Estabeleça objetivos e metas (e não esqueça das métricas!)

O que você quer obter da sua estratégia de marketing de conteúdo, especificamente? Qual a razão por trás de cada ação?

Ao definir seus objetivos -  analisá-los sob o ponto-de-vista das suas prioridades - e estabelecer as suas metas, você não só ajuda a organizar o calendário de ações (o que postar, como e onde divulgar) como a entender de que maneira o planejamento de marketing de conteúdo deve se comportar para ter bons resultados.

Clique no banner e descubra quais são melhores estratégias para atingir o seu público!

Banner - Como fazer um plano de Marketing Digital em sua empresa

É muito importante não esquecer que cada objetivo e meta precisa de métricas para avaliar sua performance.

Se um dos objetivos é aumentar o número de leads gerados, é preciso estabelecer padrões desejáveis para esse crescimento. Qual o número ou porcentagem desejada? Quanto tempo você vai demorar para alcançar isso? Quais são os indicadores que vão me ajudar a analisar o sucesso?

4. Conheça sua audiência

O bom discurso é aquele que encontra ouvidos atentos. Com quem você deseja se relacionar? Saber qual é o público-alvo das suas ações é essencial para o planejamento de marketing de conteúdo.

Por que? Para saber o que dizer como, em quais canais e quando, ou seja, para poder produzir conteúdo interessante.

Dica: 

Em vez de produzir conteúdos que você acredita serem legais ou interessantes e esperar que o público goste, inverta o caminho. Procure entender o que o seu público quer e precisa saber para que os materiais que você faz sejam recebidos de "braços abertos".

5. Escolha os tipos de conteúdo

Não adianta postar sempre a mesma coisa. Se você já conhece o seu público, a jornada do seu cliente e tem uma boa noção das perguntas que precisam ser respondidas, procure entender qual o melhor material para cada caso. Você tem várias opções de conteúdo:

Além disso, procure saber como boas respostas podem se comportar para a produção de diferentes materiais. Por exemplo: esse artigo poderia render também um bom infográfico, ou um e-book informativo com um passo-a-passo.

Com isso você consegue ampliar as chances de atração, cliques e, a partir de boas ações e CTAs (Calls-to-Action), vender mais.

Ao definir no seu plano e os formatos de conteúdo a serem utilizados, leve em consideração as tendências. Se já existem muitos artigos sobre o seu nicho, não seria melhor criar e-books e planilhas? Aproveite a versatilidade desse tipo de marketing para atrair e conquistar a sua audiência.

6. Crie um plano de distribuição para seu conteúdo

Não adianta investir em ótimos formatos, postá-los no seu blog e cruzar os dedos para que isso dê bons resultados. Parte integrante do planejamento de marketing de conteúdo está em saber como distribuí-lo.

Dica: Canais de Marketing Digital: como distribuir um conteúdo adequadamente?

A ideia é similar ao plano de distribuição do seu próprio produto ou serviço. Assim como você precisa saber quem é o seu público para estabelecer os melhores pontos de venda e a logística da empresa, é necessário programar a entrega dos conteúdos

O seu público lê algum tipo de revista? Quais redes sociais ele utiliza? Gosta de vídeos? É necessário fazer com que o conteúdo da sua marca seja presença constante e desejada na vida do seu cliente.

Aliás, a criação de um cronograma é muito importante, pois facilita a gestão da produção de conteúdo, documentando todos os processos e atribuindo responsabilidades, prazos e objetivos.

7. Comunique-se com a sua audiência nas redes sociais

É fato que um dos tipos de canais mais populares para a distribuição de conteúdo são as redes sociais, só que elas não devem servir apenas como um canal para a publicação.

Aproveite o ambiente de interação que essas plataformas oferecem para se aproximar e se comunicar com a sua audiência. Leia e responda comentários, curta fotos e escreva para essas pessoas. Aliás, esse engajamento pode gerar boas ideais de novos conteúdos.

Somada à qualidade das soluções e dos materiais que você oferece, essa proximidade só aumentará a confiança na sua marca - e isso reflete diretamente em mais vendas e mais fidelização de clientes.

Lembre-se que as estratégias de conteúdo giram ao redor da sua audiência. O seu objetivo principal deve ser sempre ajudar, portanto, importe-se e busque gerar valor a cada contato.

8. Otimize o seu conteúdo

Você provavelmente já ouviu falar em SEO (Search Engine Optimization). No mundo digital, essa é uma das melhores formas de ajudar o seu conteúdo a ser encontrado.

O que faz uma pessoa que tem uma pergunta? Ela pesquisa! A inserção de expressões buscadas nos conteúdos, bem como a otimização de outros aspectos, como a segurança do site, ajudam empresas a obterem melhores ranqueamentos nos mecasnismos de busca. 

Dica: Como a otimização de sites para buscadores pode fazer seu negócio crescer?

Se você já faz um planejamento de marketing de conteúdo com base nas perguntas e questões do público, provavelmente deve pesquisar as palavras-chave mais comuns em suas buscas. Sendo assim, produza e atualize seus conteúdos com elas!

9. Promova seu conteúdo

Por mais que o SEO ajude o seu site a aparecer nas primeiras páginas de resultados nos mecanismos de busca, que tal incluir no seu planejamento de marketing de conteúdo promoções pagas?

Faça bom uso do seu orçamento de marketing e invista em ações nos seus canais de distribuição. O mais legal é que grande parte das páginas que oferecem espaços publicitários, como Facebook e Google, também têm bons planos para ajudar a saber, antes de contratar o serviço, quanto você vai gastar - o que ajuda a evitar que você extrapole.

Clique no banner e saiba como unir mídia paga e mídia orgânica para alcançar melhores resultados!

Banner - Mídia paga e mídia orgânica: guia para conciliar as duas

O que você achou das nossas dicas de planejamento de marketing de conteúdo? Utilize-as não apenas para começar a investir nessa estratégia, mas para reconhecer os melhores caminhos para o futuro da sua marca!

Para ficar por dentro de outros conteúdos como este, assine a nossa newsletter!



Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!