SEO e Inbound Marketing: o casamento perfeito


Guilherme de Bortoli

Por   

 11/04/2022 

Com 19 anos de experiência, é especialista em estratégias digitais, do marketing ao software.

Como aparecer na primeira página do Google e aumentar minhas conversões?” é uma das perguntas que mais me fazem! E o que eu já posso adiantar para você é que, para conseguir alcançar esses objetivos, existem duas estratégias que formam um casamento perfeito: SEO e Inbound Marketing.

Quando bem executadas, ambas trazem resultados excelentes, não só para a construção da audiência de uma marca, mas também para o processo de branding dela. Só tem um “pequeno” probleminha aí: existem bilhões de outros sites querendo competir com o seu. 

Por isso, aqui neste conteúdo, vamos conversar mais um pouco sobre a diferença entre SEO e Inbound Marketing e descobrir como usá-los de maneira efetiva na conversão de leads em clientes. Me acompanhe!

O manual definitivo do Inbound Marketing

O que é Inbound Marketing?

No marketing tradicional (ou Outbound Marketing), são as marcas que vão atrás dos potenciais clientes. Certo? Pense nos comerciais de TV: você está assistindo a um programa e, em algum momento, ele é interrompido para aparecer a propaganda de uma marca. Você não pediu para vê-la, mas ela aparece mesmo assim, tentando capturar a sua atenção de diversas formas — ainda que não haja interesse da sua parte.

Já com o Inbound Marketing — também conhecido como “Marketing de Atração” —, funciona diferente: ele aposta em técnicas bem menos invasivas para que você, por conta própria, manifeste interesse em saber mais sobre a marca para, só depois de ter manifestado esse interesse, a empresa oferecer um produto ou serviço.

Ou seja, como o próprio nome sugere, a audiência é atraída para dentro de um funil de vendas e vai passando por algumas etapas até finalmente se tornar um cliente da marca. Logo, podemos dividir o Inbound Marketing em 4 etapas principais:

Atrair

A pessoa ainda não conhece a marca, mas encontra algum conteúdo criado por ela (no blog ou nas redes sociais, por exemplo) e fica ainda mais interessada no assunto.

Converter

Ela gosta do conteúdo e percebe que possui algum tipo de problema que precisa ser resolvido ou alguma oportunidade não explorada. Sendo assim, oferece, espontaneamente, uma forma de entrar em contato (geralmente o e-mail) para que a empresa possa enviar mais informações sobre o tema. Aqui, dizemos que a pessoa foi convertida em lead.

Fechar

Depois que o lead deu permissão para contato e manifestou claro interesse em resolver a dor que possui, a marca cria um relacionamento para, em seguida, oferecer a sua solução para o problema. Fica, portanto, muito mais fácil convencê-lo a se tornar cliente.

Encantar

No pós-venda, o objetivo é justamente encantar o cliente, mantendo ele satisfeito até que se torne um embaixador da marca, então a empresa deve continuar mantendo ativo esse relacionamento por meio de novos conteúdos, produtos ou serviços, ofertas exclusivas...

As etapas do Inbound Marketing

Dica: Quais são as etapas do Inbound Marketing? Conheça agora!

O que é SEO?

Tenho certeza de que você já ouviu de alguém — obviamente não especialista na área — que, para fazer sucesso na Internet, basta criar um site e um perfil no Instagram. Quem dera fosse fácil assim! Mas a realidade é muito diferente, e por um simples motivo: a concorrência é gigantesca

Quer ver? Faça o teste aí, abra o Google e procure por “Marketing Digital”. Agora, repare no número de resultados que irá aparecer. Provavelmente, mais de um bilhão!

E os estudos já provaram: os sites que aparecem na primeira página do Google são responsáveis pela esmagadora maioria dos cliques (cerca de 71%) . Isso quer dizer que, se você estiver lá na segunda página, a maioria das pessoas nem ficará sabendo que você existe.

Então como conseguir ganhar da concorrência e aparecer no topo dos resultados de pesquisa? Justamente por meio do Search Engine Optimization (SEO) — ou Otimização para Mecanismos de Busca, traduzindo para o português.

Basicamente, quando alguém faz uma pesquisa, o Google utiliza um robô com Inteligência Artificial (Googlebot) que rastreia, em questão de milésimos de segundos, o conteúdo de cada página e estabelece um ranking de relevância entre elas. Aquelas que recebem as melhores pontuações ficam na primeira página.

E é isso que o SEO busca fazer: aplicar técnicas de criação de conteúdo que sejam bem-vistas pelo algoritmo do Google para, assim, fazer com que o site suba no ranking  — e, por consequência, os primeiros resultados costumam ser os melhores!

De 0 a 50 mil visitas por mês: a Orgânica no topo do Google

Qual a diferença entre SEO e Inbound Marketing?

Bem, acabamos de ver os conceitos, mas como sei que é comum haver uma confusão entre eles, vou esclarecer agora a diferença entre SEO e Inbound Marketing.

Como vimos, o Inbound Marketing é uma metodologia que envolve 4 etapas principais — Atração, Conversão, Fechamento e Encantamento. O foco é atrair o potencial cliente de forma espontânea, isto é, fazer com que ele venha até a marca, e não o contrário. A partir daí, cria-se um relacionamento com ele até que haja confiança o suficiente para a oferta do produto ou serviço.

A estratégia mais utilizada para conseguir atrair e se relacionar com a audiência é o Marketing de Conteúdo; para que esse conteúdo seja, de fato, encontrado pelas pessoas nos mecanismos de busca, investir em SEO é extremamente importante.

Então podemos resumir da seguinte forma: o Inbound Marketing é uma metodologia mais abrangente, que faz uso de várias técnicas para atrair a persona, transformá-la em lead e, finalmente, em cliente. E o SEO é justamente uma dessas técnicas — uma das mais importantes, inclusive. Ficou clara a diferença?

Aprenda a produzir conteúdo de qualidade e que vende com nosso livro digital:

Marketing de Conteúdo: os segredos para atrair e engajar sua audiência

Qual a importância do SEO dentro do Inbound Marketing?

Entendemos a diferença entre SEO e Inbound Marketing, mas você percebeu que os dois estão intimamente ligados? Seu conteúdo pode estar muito bem escrito, sem nenhum erro de português e cheio de informações valiosas. Porém, sem as técnicas de SEO, pode ser que ninguém chegue a encontrá-lo!

Vamos voltar ao exemplo da pesquisa da palavra-chave “Marketing Digital”. Imagine a dificuldade que é, para um blog que está começando agora, conseguir ranquear bem em meio a bilhões de resultados. Como o SEO seria capaz de ajudar nesse caso?

Você poderia usar uma ferramenta de busca de palavras-chave (como o SEMrush e o Ubersuggest) e procurar uma palavra-chave de cauda longa (long tail) que tenha uma concorrência menor, mas, ainda assim, um bom volume de buscas. Por exemplo: “estudar Marketing Digital vale a pena?”.

Já confira também algumas outras técnicas de SEO que ajudam a otimizar conteúdos para o Google:

  • Palavra-chave no título do artigo;
  • Densidade da palavra-chave ao longo do texto;
  • Hierarquia de títulos (heading tags): H1, H2, H3, H4…;
  • Links internos e externos;
  • Backlinks (outros sites linkando para o seu);
  • Velocidade de carregamento da página;
  • Responsividade (adaptação à tela do computador, do tablet e do smartphone).

Check-list de Qualidade de Publicação de Conteúdo para seu Blog

Atrair mais visitantes e leads

Diferente do tráfego pago — aquele em que você precisa investir em anúncios para aparecer —, no SEO, o cliente vem ao seu encontro de forma orgânica, ou seja, sem que a sua empresa precise pagar diretamente para isso.

E, embora seja uma estratégia de longo prazo, o relacionamento criado organicamente costuma ser mais sólido. Afinal, a pessoa encontrou você não por conta de um anúncio que apareceu na tela, mas sim pela relevância do seu conteúdo para ela. Dessa forma, convertê-la em lead ficará muito mais simples, e barato!

Captação e análise de dados

É possível integrar ferramentas do próprio Google — como o Google Analytics e o Search Console — ao seu site e obter, gratuitamente, métricas importantíssimas para a sua estratégia de Marketing Digital, como:

  • Número de visitas por período;
  • Páginas mais visitadas;
  • Tempo médio na página;
  • Taxa de rejeição (bounce rate);
  • Origem do tráfego;
  • Transações;
  • Taxa de cliques (CTR);
  • Palavras-chave pesquisadas.

Dica: Indicadores e métricas de Marketing Digital: saiba como usar

Como unir SEO e Inbound Marketing?

Quando falamos em SEO, não estamos nos referindo somente ao crescimento da audiência. Estamos falando também de construção de marca, de posicionamento no mercado — não apenas no Google.

Dentro de um planejamento de Inbound Marketing, o SEO atua como estratégia que cria um positivo “efeito bola de neve” com resultados quantitativos e qualitativos:

  • Quantitativos: quanto mais a página sobe no ranking de pesquisa, mais visitantes ela vai atrair e, consequentemente, maior será a audiência;
  • Qualitativos: se a pessoa percebe que uma determinada marca está sempre aparecendo nos resultados de pesquisa, ela passa a enxergar essa marca como uma autoridade. Cria-se uma relação de confiança, também fundamental para a estratégia de branding.

encantando clientes

Ah, é importante ressaltar que o Inbound Marketing também não deixa de investir em tráfego pago. Viu? Porém, se você ignora o SEO dentro do seu plano de ações, acaba se tornando refém dos anúncios, gastando muito mais dinheiro para conseguir captar leads.

Veja algumas dicas de como fazer essa união entre SEO e Inbound Marketing funcionar para a sua empresa:

Crie conteúdo relevante

O pilar central do SEO é o conteúdo, mas não qualquer conteúdo. O raciocínio é simples: de nada adianta receber milhares de visitas no seu blog todos os dias, mas ter uma taxa de rejeição alta, isto é: as pessoas entram no seu blog, ficam por pouco tempo e saem. Não deixam um contato, não visitam outra página do seu site, não compram.

Para evitar que isso aconteça, é preciso conhecer muito bem a persona e criar conteúdos que realmente entreguem valor, respondendo às dúvidas que ela tinha antes de clicar no seu link ou de assistir ao seu vídeo, por exemplo.

Jornada de compra: guia completo para criar a da sua buyer persona

Foque na experiência do usuário

Não adianta querer encher o seu conteúdo de palavras-chave sem criar nenhum contexto, achando que isso irá ajudar no ranqueamento. O robô do Google consegue identificar esse tipo de trapaça e penaliza o site.

Além disso, a velocidade de carregamento da página e a sua responsividade (capacidade de se adaptar a todas as resoluções de tela) também influenciam na classificação. Portanto, cada vez mais, a experiência do usuário é um fator que pode determinar o sucesso ou o fracasso das suas estratégias de SEO.

Ofereça materiais ricos para incentivar a conversão

Outra técnica de Inbound Marketing bastante comum é oferecer materiais ricos para a audiência. Esses materiais são usados principalmente para conseguir leads e podem ser e-books, planilhas, “aulões”, entre outros. 

Funciona assim: vamos supor que a sua empresa seja um escritório de contabilidade e que exista um artigo sobre fluxo de caixa no seu blog. Você poderia, por exemplo, desenvolver uma planilha de controle de fluxo de caixa, personalizada com a identidade visual da sua empresa, e oferecer gratuitamente para a pessoa que visitar esse artigo — e, em troca do preenchimento de um formulário com nome, e-mail e telefone, em uma landing page como esta abaixo, sua empresa entregará a planilha ali mesmo ou diretamente no e-mail dela:

Formulário de Landing Page do Blog Flua

Desse modo, sua empresa estará ajudando aquela pessoa a superar uma das dores existentes no negócio dela e você ganhará mais um lead para ser nutrido!

Otimize seu Inbound Marketing com a Orgânica!

Bem, espero que você tenha tirado todas as suas dúvidas sobre SEO e Inbound Marketing. Como vimos, investir em conteúdo relevante para atrair a persona pode ser uma maneira mais barata, espontânea e efetiva do que as estratégias utilizadas no marketing tradicional.

Porém, ao contrário do que possa parecer, os resultados não surgem da noite para o dia. Portanto, se você deseja construir uma audiência engajada para a sua empresa na Internet, é preciso ter um pouco de paciência e, principalmente, uma equipe que saiba conduzir os leads para as próximas etapas do funil de vendas.

É aí que entra a Orgânica, uma agência de Marketing Digital especializada em Inbound Marketing e SEO, com mais de 15 anos de mercado e várias histórias de sucesso no portfólio porque, muito mais que posicionamento, transformamos visibilidade em conversão!

Quer aproveitar as oportunidades do universo digital, mas não sabe por onde começar? Que tal uma consultoria por nossa conta?! Aproveite o Diagnóstico de Marketing Digital Gratuito da Orgânica:

Atendimento comercial da Orgânica





Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!