E-mail Marketing e Inbound Marketing: qual a relação?


Guilherme de Bortoli

Por   

 25/05/2022 

Com 19 anos de experiência, é especialista em estratégias digitais, do marketing ao software.

Você sabia que o e-mail é um dos canais mais antigos de comunicação direta com potenciais clientes? E que quase 4 bilhões de pessoas acessam o e-mail todos os dias? Mas o que você deve estar se perguntando mesmo é: investir em e-mail marketing ainda vale a pena?

Eu sei, são muitas as oportunidades para promover uma marca pela Internet: redes sociais, mecanismos de busca, anúncios… só que o e-mail marketing não morreu! Pelo contrário: para cada dólar gasto, tem um retorno sobre investimento (ROI) médio de 42 dólares. Incrível, não é?

A verdade é que você apenas precisa dar a devida importância à combinação de estratégias e ferramentas usadas no Inbound Marketing, inclusive o e-mail marketing, para ter resultados incríveis!

Ainda não está convencido? Então, antes de continuar lendo, saiba que foi analisado pelo Campaign Monitor um aumento de 760% na receita das campanhas de e-mail, deixando óbvio que essa é uma estratégia acessível, escalável e rentável quando o assunto é interação com os clientes — e vendas, é claro.

E-mail marketing: a chave para a vantagem competitiva

E-mail Marketing e Inbound Marketing: qual a relação?

Vamos recapitular: Inbound Marketing é uma estratégia baseada na permissão para se comunicar diretamente e aprofundar o relacionamento com leads (potenciais clientes) ou clientes já estabelecidos, partindo principalmente da produção de conteúdos relevantes para eles.

As Etapas do Inbound Marketing

Em vez de interromper o consumo de um conteúdo com anúncios fora de contexto — como acontece no marketing tradicional de TV, por exemplo —, as estratégias de Inbound Marketing usam os próprios interesses dos visitantes ou leads como gatilho para atraí-los e gerar oportunidades de venda nas horas certas.

Parte dessa precisão cirúrgica de levar a eles exatamente o que buscam — quando eles mais precisam — vem da capacidade do e-mail marketing de fazer envios automáticos de mensagens, materiais ricos e ofertas exclusivas, levando em conta as características e o comportamento de cada pessoa inscrita na lista de comunicação.

Isso é o que a gente chama de segmentação e, quando somada à automação de marketing, traz maiores chances de conquistar e fidelizar clientes — e vender de novo para eles — sem precisar investir muito mais tempo e dinheiro em outras ações!

Dica: Como vender mais com Inbound Marketing?

Vantagens de investir em estratégias de e-mail marketing

O uso da comunicação por e-mail no Inbound Marketing não é obrigatório: existem outras estratégias capazes de obter mais vendas a partir da nutrição do relacionamento com os leads.

Mas o e-mail marketing surge como uma alternativa singular porque mantém a relevância de uma estratégia de Marketing Digital livre de tanta competição por atenção — diferente do que acontece nas redes sociais, por exemplo.

Pense comigo: uma empresa que usa exclusivamente as redes sociais para se comunicar com o público vai gastar mais recursos para levar (e manter) um conteúdo na frente dele, porque está competindo diretamente com outros conteúdos de diversos tipos.

pessoa rolando o feed de rede social

A solução para ganhar essa disputa é pagar às redes sociais para que destaquem seu conteúdo através de anúncios — só que nada impede que a concorrência faça o mesmo!

Por outro lado, o e-mail é um canal de imersão completa, fazendo com que a atenção dos leads seja mais direcionada para o conteúdo da campanha sem que haja muitas interferências. Já tinha reparado nisso?

A segmentação, a automação e um maior domínio sobre esse canal de comunicação direta com seu público são apenas três dentre as várias vantagens de cultivar uma lista de e-mails para estratégias de Inbound Marketing.

Agora, vamos ver de forma mais detalhada, alguns outros benefícios dessa estratégia brilhante, que pode se tornar uma máquina de conversões capaz de rodar sozinha por anos, exigindo simples ajustes de tempos em tempos para fortalecer a efetividade das campanhas!

Segmentação de conteúdo

Identificar e separar cada grupo de leads pelo nível de consciência deles em relação ao produto ou serviço que uma empresa oferece é a peça-chave para tornar cada envio de e-mail uma oportunidade ímpar de aprofundar o relacionamento com esses diferentes públicos. Além disso, também é possível agrupar leads por:

  • Idade;
  • Região;
  • Língua;
  • Interesses;
  • Cargo ou profissão;
  • Origem do tráfego;
  • Taxa de abertura de e-mails;
  • Tempo de engajamento com o conteúdo, etc.

Jornada de compra: Guia completo para criar a da sua buyer persona

Redirecionamento de tráfego

Um grande número de visitas no site de uma empresa vale pouco se essa quantia não for convertida em ações dos visitantes — seja para baixar materiais, se inscrever em uma newsletter, comprar um produto ou entrar em contato com a equipe de vendas. Certo?

Se antes um visitante explorava o site e desaparecia, com o que chamamos de "retargeting", por exemplo, é possível lembrar esse lead diversas vezes sobre um produto desde a última vez que ele visitou a página do item no e-commerce. Desse jeito, nenhum lead (ou carrinho de compras) ficará perdido para sempre!

O retargeting, então, aumenta as chances dos leads agirem na direção dos objetivos da empresa, porque surgem como mensagens personalizadas no instante em que eles dão sinais de que estão prontos para prosseguir na jornada de compra.

Dica: A importância do tráfego pago e orgânico para seu e-commerce

Relacionamento com o cliente

Ao permitir mensagens personalizadas para cada segmentação de leads com níveis de consciência e características diferentes, os e-mails no Inbound Marketing dão a impressão de que foram cuidadosamente preparados para cada indivíduo da lista de envios, um a um.

O neuromarketing aciona a área de reciprocidade e confiança no cérebro desses leads, fazendo com que sempre pensem primeiro na marca que ajudou eles a perceberem uma oportunidade ou a saírem de uma situação complicada — levando a recomendar a empresa para as pessoas mais próximas da vida deles.

Ou seja: quando o cliente (ou potencial cliente) se sente visto, ouvido e cuidado — especialmente quando o conteúdo no e-mail é assertivo ao sanar uma dúvida ou problema que esteja enfrentando —, o relacionamento entre ele e a empresa fica muito mais profundo.

Guia completo: como entender quem realmente é o seu cliente da sua empresa

Agora que você sabe as principais vantagens da automação de e-mails no Inbound Marketing, vou exemplificar alguns dos diferentes tipos de mensagens que podem ser enviados de acordo com o estágio que o lead se encontra na jornada de compra. Vamos nessa?

Quais são os tipos de e-mail marketing?

Apesar de serem tipos comuns de mensagens no e-mail marketing, é fundamental lembrar que contexto é mais importante do que seguir regras ou fórmulas prontas — por isso, deixe espaço para imaginar outras possibilidades de comunicação.

Planejar campanhas criativas, que conversem profundamente com os leads, é o fator de sucesso em uma estratégia de Inbound Marketing — e essa etapa de planejamento jamais deve ser apressada ou ignorada.

E-mails de nutrição

E-mails de nutrição alimentam o relacionamento entre a marca e os leads ou clientes e podem ser realmente úteis para a experiência deles! Além de que são fundamentais para estabelecer reciprocidade e qualificar o engajamento dos clientes instigadas pelo conteúdo.

São mensagens que apresentam novos produtos, serviços ou possibilidades da empresa que eles ainda não conhecem ou, ainda, que educam eles sobre o melhor aproveitamento do produto ou serviço já adquirido.

Dica: Leads: o que são, como gerá-los e nutri-los?

Newsletter

As newsletters funcionam como boletins informativos que podem ser direcionados aos leads em praticamente todas as etapas da jornada de compra trazendo novidades, histórias de sucesso, etc.

Estratégia de newsletter conduzindo o lead para a compra

De acordo com Matheus Alonso, gerente da Benchmark Email no Brasil:

"Toda empresa que produz conteúdo deveria ter uma newsletter enviada ao menos uma vez ao mês. Essa é uma maneira efetiva e barata de entregar o conteúdo que você cria para pessoas que têm afinidade com sua marca."

E-mails transacionais ou automatizados

Pensando na experiência do usuário (user experience, ou UX), e-mails transacionais são enviados para facilitar a vida do cliente: lembretes para mudar de senha, confirmar uma compra, acompanhar a entrega dela… são tipos comuns de e-mails automatizados e transacionais com o objetivo de tornar simples aquelas experiências que normalmente são chatas e frustrantes.

E-mails informacionais

E-mails informacionais são usados para apresentar eventos especiais, descontos exclusivos, promoções imperdíveis ou ofertas reservadas à lista de envio em campanhas de e-mail marketing.

Diferente das newsletters, e-mails informacionais são curtos, concisos e produzidos com a intenção de levar os leads a agirem o mais rápido possível em uma chamada para a ação.

Ferramentas de Marketing Digital indispensáveis para sua estratégia

Ferramentas de e-mail marketing

Através das ferramentas de e-mail marketing, é possível:

  • Criar e-mails rapidamente, personalizados com as informações sobre os leads;
  • Analisar o comportamento e o engajamento deles;
  • Organizar e segmentar as listas de contatos;
  • Construir formulários de inscrição, etc.

Existem dezenas de ferramentas disponíveis no mercado para isso, então separei algumas das opções mais interessantes para você ficar por dentro do que elas podem fazer por sua estratégia de Inbound Marketing:

RD Station

RD Station é uma plataforma "tudo em um" criada em Florianópolis e que vai muito além do e-mail marketing para automatizar e gerenciar as ações de Inbound Marketing.

A popularidade do RD Station se dá pelo aumento da produtividade em estratégias de Marketing Digital com a diminuição dos custos de aquisição para novas vendas e com a garantia de execuções perfeitas por parte das automatizações — fluxos que dispensam a intervenção humana contínua.

Mailify

A diversidade de funções do Mailify ajuda no êxito das estratégias de e-mail marketing porque adiciona o envio de SMS (mensagens de texto), criação de landing pages, de formulários, de segmentação dos leads a partir da localização, de uma biblioteca multimídia para arrastar e personalizar imagens ao e-mail e pelo uso de inteligência artificial para automatizar gatilhos de envio.

A funcionalidade mais interessante do Mailify é o uso de previsões para ter uma ideia da performance da mensagem de e-mail, antes mesmo de enviá-la para a lista de contatos — o que traz mais segurança no momento de tomar algumas decisões.

Keap

Uma das características mais interessantes da Keap — antiga Infusion Soft — é a oportunidade de fazer testes A/B no envio de e-mails com uma vasta galeria de templates (modelos) para identificar o que incentiva a conversão de determinados tipos de público.

Testes A/B em e-mails são mensagens enviadas com uma única diferença do e-mail A para o e-mail B. Assim dá para experimentar duas opções de textos, imagens ou estruturas e detectar qual alternativa resulta em um maior engajamento.

Marketing de Conteúdo: os segredos para atrair e engajar sua audiência

Mad Mimi

Mad Mimi é para quem procura uma ferramenta simples, capaz de gerar e-mails rápidos e rastreáveis para pequenas listas de leads.

Por ser mais minimalista que as outras plataformas apresentadas aqui, é indicada para newsletters simples, que não necessitem de muitas extensões e automatizações.

Mailchimp

Por ter um plano gratuito para até 2 mil leads na lista de envios, Mailchimp é indicado para profissionais e empresas que estão dando os primeiros passos na descoberta do Inbound Marketing.

No Mailchimp, é possível reunir as informações do público, criar anúncios para redes sociais e acessar análises que orientam os gestores com menos experiência quanto às melhores maneiras de gerenciar campanhas de e-mail marketing.

Dica: Automação de Marketing: confira o guia completo de ferramentas

Como combinar estratégias de e-mail marketing com outros canais?

Blog e e-mail marketing

Publicar conteúdos relevantes em um blog funciona como um ímã que atrai visitantes interessados em respostas específicas e converte eles em leads ao oferecer materiais ricos (como um e-book, masterclass ou teste grátis) em troca de informações de contato (geralmente o nome e endereço de e-mail).

Isso gera leads de qualidade porque, antes de qualquer coisa, são os próprios visitantes que procuram pelas respostas que a empresa disponibiliza — tornando o blog uma fonte vitalícia de tráfego após alguns meses de produção de conteúdo constante e otimização para os mecanismos de buscas (SEO).

Combinar essa visibilidade do blog com a geração de leads, capturando informações para o envio de e-mails, é um trunfo para as estratégias de Inbound Marketing!

Redes sociais e e-mail marketing

Redes sociais também servem como ótimos canais para aumentar a base de leads, seja oferecendo materiais ricos, seja veiculando anúncios pagos com o objetivo de converter seguidores em assinantes de e-mail marketing, por exemplo.

Conteúdos publicados nas redes sociais envolvem textos, imagens, vídeos e áudios, o que expande a adaptabilidade desses conteúdos para os próprios envios de e-mail ou blogs — e o contrário também é possível, já que qualquer conteúdo dos e-mails ou do blog pode ser modificado para usá-lo nas redes sociais.

O truque é investigar onde estão os clientes em potencial, quais tipos de conteúdo preferem consumir e oferecer exatamente o que eles esperam nos canais que mais utilizam.

Guia prático: Como usar as redes sociais para construir a imagem da sua empresa

Loja física e e-mail marketing

Capturar endereços de e-mail através de eventos em lojas físicas, por exemplo, funciona muito bem para aprofundar o relacionamento com clientes depois que eles voltam para casa.

Quando a segmentação é bem planejada, o nível de personalização das mensagens de e-mail marketing constrói intimidade com os leads, intensificando o reconhecimento da marca na mente deles e a confiança em relação aos produtos ou serviços oferecidos pela empresa.

como fidelizar clientes

Lojas de roupas costumam oferecer descontos incríveis por e-mail aos clientes que acabaram de adquirir uma peça na loja física, aumentando o ciclo de compra e fidelizando eles ao oferecer itens baseados nas peças que compraram anteriormente.

Em outras palavras, ao invés de enviar ofertas de roupas ou acessórios que não têm nada a ver com a personalidade dos clientes, a segmentação de e-mail marketing fornece peças semelhantes às que eles levaram para casa.

Ao mostrar essa preocupação com o estilo deles, fidelizá-los se torna uma consequência natural (e muito bem-vinda) na formação de fãs apaixonados — clientes prontos para promover a marca em todos os lugares que eles forem!

Dica: Como a Orgânica faz E-mail Marketing?

Otimize seu Inbound Marketing com a Orgânica!

Para colher todas as vantagens do Inbound Marketing, é preciso ser assertivo no conteúdo oferecido aos leads — e pontual para que esse conteúdo chegue a eles na hora mais propícia, direcionado-os a fechar negócio com a sua marca. Então não se esqueça de:

  • Promover uma cultura de confiança através de conteúdos relevantes para que os leads deem permissão para serem contatados pela empresa;
  • Cultivar uma comunicação adequada para fazer com que eles queiram “vestir a camisa” da marca;
  • Direcionar as ações para atender melhor (e vender mais para) quem já fechou negócio.

A diminuição dos gastos, o aumento da produtividade e a multiplicação do lucro são só algumas das consequências simples de colocar um ícone de e-mail não lido na caixa de entrada dos seus leads e clientes!

Como você pôde perceber, o Inbound Marketing tira proveito do melhor de cada estratégia e ferramenta para potencializar as vendas das empresas de diferentes tamanhos e setores. Que tal conferir o nível de maturidade do Marketing Digital da sua? Acesse o banner abaixo para receber um diagnóstico da Orgânica!

Atendimento comercial da Orgânica





Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!