Inbound Marketing: 11 dicas para que sua empresa venda 600% mais



Por   

 28/09/2016 

Com 18 anos de experiência, é especialista em estratégias digitais, do marketing ao software.

Impactar as pessoas certas e atraí-las para perto da nossa empresa, conquistando o direito de falar com elas diretamente e gerar oportunidades de venda é a missão do Marketing Digital de Resultados.

Você alcançará resultados através do correto planejamento, execução e monitoramento das suas ações de marketing.

Aprenda a seguir simples dicas para atrair desconhecidos e transformá-los em clientes.

Inbound Marketing

Você aprenderá nesse Artigo:

 

E a CRISE?

Na Orgânica nos acostumamos a ouvir a palavra crise. Ouvimos frases como “nunca conseguimos vender em janeiro”, “nosso ano só começa depois do carnaval”, “estamos esperando terminar a copa”, “... as olimpíadas”, “esse ano não andará pois tem eleições”, “impeachment” etc.

É verdade que vivemos (e ainda estamos vivendo) momentos de crise política e econômica em nosso país e uma massa de empresas passou ou está passando por momentos super difíceis.

O que não ouço falar na frequência que gostaria é: “nossa empresa ainda não aprendeu a lidar com o novo comportamento dos consumidores, estamos atrasados, nossa comunicação está em crise e por isso nossas vendas despencaram...”.

Sim, fica fácil culpar os acontecimentos externos ao nosso ambiente e acalmar nossos corações frente a resultados antes medíocres.

Como consumidor você já deve ter notado a sua capacidade de ignorar o marketing de outras empresas na Internet. Isso ocorre durante seu uso de redes sociais, sites de notícias, leitura de e-mails e em todas as outras opções que as empresas recorrem, sejam elas online ou offline.

O marketing massivo, praticado por muitos anos, já não faz tanto efeito quanto antes. A diversidade de produtos e serviços, a quantidade de concorrentes e as opções que o mercado oferece, formaram um consumidor mais exigente, o qual procura informação qualificada antes de decidir por uma compra.

Sua empresa recebe diariamente clientes qualificados, conhecedores de detalhes anteriormente avançados e de domínio exclusivo dos seus vendedores, que possuíam facilidade na condução de uma venda para um cliente ignorante no assunto.

Se você concorda comigo e quer ter acesso a um conjunto de dicas que fará com que sua empresa venda até 7 vezes mais, continue e leia esse artigo até o final!

Crise na Comunicação

Você ouvirá diversas agências digitais falando que o marketing tradicional é passado e que o marketing digital é a solução! Batalhas onde o Inbound Marketing está de um lado e o Outbound Marketing de outro.

Vamos ser realistas! Marketing digital não é novidade para nenhuma empresa e a concorrência enfrentada através desse canal, é cada vez mais qualificada.

É inquestionável a importância do marketing online para qualquer empresa:

  • "Em 2016 o Brasil possui 106 milhões de usuários de internet." Banco Mundial
  • "Desses, 67% realizou algum tipo de consumo on-line em 2015." Ipsos/PayPal
  • "No varejo, 88% dos consumidores pesquisam antes de comprar, seja na Internet ou em uma loja local." TNS
  • "Dos consumidores online, o número que compram online mensalmente já superou as compras em lojas físicas." PwC

A verdade é que as empresas inteligentes querem aproveitar as oportunidades que estão na Internet e buscam novas formas de fazer marketing e atrair um público com mais afinidade com suas marcas

O baixo custo para geração de ações de web marketing elevou ainda mais a concorrência, que colocou lado a lado empresas que não concorriam entre si.

Esse cenário gerou uma massiva quantidade de conteúdos publicitários na rotina dos internautas, que inconscientemente (ou conscientemente...) passou a ignorá-los em seus e-mails, redes sociais, buscadores e em outras mídias.

Como resultado, as empresas passaram a gerar mais e mais conteúdos e a comprarem mídias, sempre muito baratos, porém sem resultado.

O que devo fazer?

Como empresa você quer que suas ações de marketing digital sejam notadas e que seu cliente ideal esteja o máximo de tempo em contato com sua marca e, obviamente, comprando!

Bom... e agora?

Veja o que Seth Godin nos explicou no livro Permission Marketing em 1999: 

Marketing de Permissão é o privilégio (não o direito) de entregar mensagens antecipadas, personalizadas e relevantes para as pessoas que querem recebê-las.

Ele reconhece o novo poder dos consumidores em ignorar o marketing. Ele compreende que tratar as pessoas com respeito é a melhor forma de obter a atenção delas.”

O que isso quer dizer?

Pense em uma conversa que você teve com alguém, que durou muito mais tempo do que você esperava, que foi bacana e que você tem vontade de repetir.

O fator decisivo para alcançar sucesso nessa conversa foi colocar em pauta um assunto que fosse interessante para todos os envolvidos.

Uma conversa chata acaba rápido...

Se você quer que seus clientes estejam sempre próximos de você, não adianta falar exclusivamente de assuntos comerciais com ele. Você deverá oferecer informações relevantes e úteis, que sejam de interesse comum entre a empresa e as pessoas desejadas.

A experiência do consumidor como fator de inovação para sua comunicação

O consumidor deve ser e permanecer ao centro das atenções de sua empresa, tendo na otimização da sua experiência uma obsessão. Um estudo realizado pela Gartner aponta que até 2020 os consumidores irão conseguir administrar 85% de seus relacionamentos com empresas sem qualquer intervenção humana.

Isso quer dizer que um cliente aprenderá muito sozinho e buscará resolver todos os seus problemas no conforto do seu “lar” (ou escritório!).

Dar agilidade, objetividade e simplicidade nas operações rotineiras entre pessoas e empresas é possível através da automatização, eliminando burocracias. Respeitar e valorizar o tempo das pessoas, permitindo que ele seja investido com inteligência e nas relações humanas realmente importantes, elevará a relação com seus consumidores.

A otimização de processos para alcançar melhores resultados em vendas, geração, nutrição e distribuição de leads, atendimento e relacionamento com clientes, integrações entre sistemas e fornecedores, fazem parte das complexas ações que uma empresa deve buscar superar a partir da Internet.

Colocar as necessidades dos clientes acima das suas construirá relacionamentos verdadeiros.

O desafio de encontrar resultados online

Você quer ganhar a atenção do seu cliente ideal em meio a uma gigante quantidade de mensagens ignoradas no dia-a-dia, então vamos começar nos contextualizando sobre a concorrência que iremos enfrentar.

Ações de marketing online bem realizadas, mas que focam exclusivamente na apresentação e venda de produtos ou serviços, alcançam em média 1% de conversão em vendas. Na tabela a seguir é possível saber qual será a audiência necessária para gerar um número específico de vendas conforme sua taxa de conversão.

Audiência X Taxas de Conversão = Número de Vendas

Você acha essa uma taxa ruim? Observe o gráfico a seguir e veja que se estivermos demonstrando apenas informações comerciais, estaremos impactando no máximo 10% do seu público atingido:

Pirâmide da Máquina Definitiva de Vendas Chet Holmes

Fonte: The ultimate sales machine, do Chet Holmes (baixe um capítulo grátis)

Resumindo:

  1. Investiremos em ações de marketing para conversar com 100% do público atingido.
  2. Venderemos em média para 1% dos impactados, que representam 33% das pessoas que estão comprando agora, sendo um ótimo resultado para vendas!
  3. Saberemos efetivamente quem são as pessoas que viram nossos anúncios apenas se comprarem.

Tendo em vista que apenas 30% dos impactados tem certeza que não estão interessados em nossa oferta, como poderemos vender para os demais 70%?

Venda 7x Mais com Inbound Marketing

Venda 7 vezes mais a partir da Internet

Muitos desconhecidos, que possuem como perfil a descrição do seu cliente ideal, estão diariamente conectados na Internet. Como resultado, as empresas buscam novas formas de fazer marketing e atrair um público com mais afinidade com suas marcas.

É o conhecimento que você compartilha que vai atrair a atenção das pessoas, despertar o interesse, estabelecer relacionamentos, convencer no momento da compra e garantir a fidelização.

Conhecido como Inbound Marketing, Marketing de Conteúdo ou Marketing de Permissão, esse conceito revolucionará a forma com que sua empresa conquista clientes!

O que é Inbound Marketing?

Inbound Marketing é uma metodologia de marketing digital que tem por objetivo atrair visitantes interessados no conteúdo produzido pela empresa, consequentemente também por seus produtos ou serviços, conquistando seu interesse e a permissão para se comunicar de forma direta, iniciando assim um relacionamento autorizado que agrega valor.

O Inbound Marketing surgiu da necessidade de sair do marketing tradicional, voltado para as massas, para um marketing mais personalizado, focado nas necessidades do consumidor. Se formos traduzir o termo, poderíamos chamá-lo de marketing de entrada, pois ele tem como principal missão atrair a atenção das pessoas, fazendo com que elas entrem no seu funil de vendas por conta própria.

Para fazer com que as pessoas se interessem pela sua empresa, o Inbound Marketing se utiliza do Marketing de Conteúdo como atrativo. Como as pessoas estão cada vez mais conectadas e, ao primeiro sinal de uma dúvida ou necessidade, buscam respostas na internet, nada mais natural do que produzir conteúdo que responda a estas perguntas e faça a conexão entre sua empresa e potenciais clientes que estão à procura de uma solução.

A partir do momento em que você capta a atenção de um internauta, o Inbound Marketing te ajuda a fazer com que esse visitante se transforme em um lead qualificado e, por fim, em um cliente satisfeito. Tudo isso sem que você precise realizar ações massivas, que exigem grandes investimentos e nem sempre trazem os melhores resultados.

Em resumo o Inbound Marketing é qualquer forma de marketing que visa ganhar o interesse das pessoas.

A importância da Geração de Leads

Primeiro, vamos entender o que são leads. Quando um usuário entra no seu site, ele é apenas um visitante desconhecido, mas a partir do momento que você obtém informações sobre esse usuário, como nome e e-mail, que são as mais básicas e utilizadas no marketing digital, você passa a ter um lead.

Assim, geração de lead é um processo para identificar visitantes e há várias formas de se fazer isso, basicamente, por conteúdos de atração e landing pages, que explicaremos adiante.

Quais os benefícios da Geração de Leads?

Quando você investe na geração de leads, as oportunidades de negócios aumentam. Isso acontece porque a atração de público é feita de forma certeira, ou seja, para pessoas que realmente têm interesse pelo seu negócio, afinal, elas demonstraram isso em um primeiro momento.

Outro benefício é o aumento da produtividade do time de vendas, pois trabalhar com leads que já passaram por um processo com a equipe de marketing oferece melhores condições de trabalho aos vendedores e representantes.

E, é claro, a possibilidade de aumentar a taxa de conversão, desde que seja feito um planejamento sólido, baseado em resultados e dados anteriores, de forma que as visitas conquistadas não sejam perdidas e que os visitantes sejam identificados.

Previsibilidade de Resultados

A grande beleza do Inbound Marketing é a previsibilidade dos resultados que você poderá visualizar em seu funil de vendas.

Quem não deseja saber quantas serão as vendas previstas para determinada quantidade de visitantes do nosso site?

Projetos bem realizados apresentarão valores dentro das taxas médias apresentadas no funil de exemplo a seguir! Considere o ticket médio de R$ 4860 por venda:

Funil de Vendas no Inbound Marketing

Exemplo de Funil de Vendas

Processo do Inbound Marketing

Podemos dividir o processo de Inbound Marketing em 5 etapas principais:

  1. Atrair tráfego;
  2. Converter visitantes em leads;
  3. Converter leads em vendas;
  4. Fidelizar os clientes e aumentar as margens;
  5. Encantar seus clientes e transformá-los em promotores.

Processo Inbound Marketing

Funil de Vendas do Inbound Marketing

O funil de vendas da metodologia tem como principal objetivo educar e conduzir seu cliente ideal ao longo da sua jornada de compra, educando-o e acelerando sua conversão em venda:

Funil de Vendas do Inbound Marketing

Jornada de Compra: entendendo como seu cliente compra na Internet

O processo de compra de um produto ou contratação de um serviço é muito mais longo do que simplesmente conhecer e pagar.

Na maioria das vezes, um possível cliente ainda não sabe que possui um problema a ser resolvido ou oportunidade não explorada. Como fornecedor faz parte do nosso papel alertá-lo, educando-o através de informações úteis e relevantes.

O processo de escolha e decisão por comprar ou contratar faz parte de uma jornada. É extremamente importante conhecê-la para que seu funil de marketing e de vendas esteja adequado para dar resultados!

1. Aprendizado e Descoberta

Começou a perceber que possui sintomas de um potencial problema ou oportunidade.

2. Consideração da Solução

Já percebeu se possui um problema ou que existe uma oportunidade.

  • Maria descobriu que seu site possui poucas visitas e que ele não aparece nos resultados do Google para pesquisas relacionadas a sua área de atuação.
  • Está decidida e pesquisando para entender quais opções estão disponíveis para solucionar o seu problema ou para aproveitar essa oportunidade.
  • Tipos de conteúdos recomendados: Webinars, e-books avançados e guias.

3. Decisão de Compra

Já definiu a melhor solução.

  • Maria já entendeu que precisará investir em conteúdo e em SEO.
  • Agora ela está pesquisando por depoimentos, cases e informações que justifiquem e embasem sua decisão para escolher o melhor fornecedor.
  • Tipos de conteúdos recomendados: demonstrações de produto, degustações, testes grátis, e-books de cases, comparações de produtos/serviços.

4. Ação

  • Maria comprou o produto ou contratou o serviço e solucionou seu problema!

Concluindo...

A decisão de comprar de uma empresa será tomada por diversos fatores. Aquela que acompanhou o cliente desde a descoberta de seu problema até sua decisão, fornecendo conteúdo de qualidade e materiais relevantes, terá sua confiança e será a principal opção para ele!

Estatísticas do Inbound Marketing

Contra números não existem argumentos!

  • "Inbound Marketing custa 62% mais barato que o marketing tradicional e em média gera 3 vezes mais leads." Hubspot
  • "Com o Inbound Marketing, empresas que utilizam blogs conseguem 97% mais links apontando para sua empresa." Hubspot
  • "A média de ROI (retorno sobre investimento) produzido pelo Inbound Marketing é de 275%." Rock Content
  • "Em média 92% dos profissionais de marketing americanos afirmam que o Inbound Marketing é imprescindível para as empresas, diante da economia atual." Rock Content

Nós aqui da Orgânica seguimos alguns passos que vão ajudar você com a Jornada de Compra de seus clientes. Clique no banner abaixo e e receba gratuitamente nosso guia!

Jornada de Compra: Guia completo para a da sua Buyer Persona

Passo a passo para atrair novos clientes e alcançar resultados com Marketing Digital

Agora que você já conhece o básico sobre Inbound Marketing, confira 11 dicas que ajudarão a sua empresa a vender 600% mais!

Dica 1: Comece definindo seu objetivo

São inúmeros os objetivos que podemos associar ao seu projeto de Inbound Marketing. Podemos utilizá-lo para:

  • Aumentar o reconhecimento da sua marca;
  • Desenvolver a imagem da empresa e de seus representantes como autoridade sobre os assuntos associados ao seu mercado.
  • Gerar valor no relacionamento com o público-alvo através de conteúdo útil e relevante;
  • Conquistar a permissão para falar diretamente com o público-alvo;
  • Educar e qualificar o público-alvo para que ele decida corretamente, ou seja, por nossos produtos ou serviços;
  • Diminuir o tempo do ciclo de vendas através da educação do consumidor;
  • Ter a marca como preferência de escolha do consumidor;
  • Gerar maiores e melhores quantidade de leads e de oportunidades de negócios a partir da Internet;
  • Entre outros objetivos estratégicos!

Para começar, iniciaremos buscando gerar leads interessados em um dos seus produtos ou serviços. Sugerimos que você observe seu catálogo e escolha um deles (você pode optar por um produto, uma classe de produtos, um setor, um ambiente etc).

É importante organizarmos a comunicação limitando o nosso escopo, pois assim poderemos realizar testes, observar resultados e realizar ajustes com maior agilidade. A ideia é que, após perceber o sucesso das suas primeiras ações para essa oferta, você reproduza esse plano de ação para seus demais itens de portfólio.

Exemplo:

Conjunto para a Sala de Estar, com um sofá e um rack para a TV.

Dica 2: Identifique seu cliente ideal

Defina o perfil do cliente ideal que demonstra interesse e que realmente compra seu produto ou serviço. Essa descrição do cliente se chama “buyer persona” e ela apresenta suas características, comportamentos e problemas.

Dica: apresenta o que são e como escrever suas Buyer Personas!

Nosso relacionamento com esse cliente deverá demonstrar que o conhecemos profundamente, portanto tenha-o sempre em mente durante o planejamento de seu plano de ação de marketing.

Exemplo de persona (simplificado):

O Maurício tem 32 anos e trabalha como Analista de Sistemas.
Como diversão, ele gosta de jogar vídeo games na Internet e assistir Netflix deitado em sua cama.
Ele tem fortes dores nas costas.

Dica 3: Identifique os canais que sua buyer persona frequenta

Observe o comportamento do seu cliente e descubra onde ele está, quais redes sociais usa, quais blogs acompanha, onde compra etc.

Nesses, identifique quais tipos de conteúdo ele está consumindo.

Dica 4: Atraia a atenção do sua buyer persona

Após identificar com o que conquistar a atenção da sua buyer persona, produza conteúdo de qualidade, exclusivo, útil e relevante para ele.

Você lembra que o Maurício (persona) possui dor nas costas e nós desejamos vender um conjunto para sua sala de estar, com um rack e um sofá? Então confira esse exemplo:

Artigo no seu Blog com o título “Acabe com suas dores nas costas: 5 dicas rápidas”.

Dica 1: Faça Exercícios
Dica 2: Ajuste corretamente à altura da sua cadeira no escritório 
Dica 3: Faça pausas no trabalho para alongamento e pequenas caminhadas 
Dica 4: Observe seu sofá, a sua distância para seu rack e a instalação da TV
Dica 5: Consulte um Médico

Dica 5: Ofereça seu conteúdo através de um blog

Qualifique seu cliente o suficiente para que ele tome a decisão correta!

Marketing de Conteúdo é uma maneira de entregar valor ao seu público-alvo através da criação de conteúdo exclusivo, relevante e valioso, atraindo, envolvendo e gerando valor para as pessoas de modo a criar a percepção positiva da sua marca e assim gerar mais negócios.

De acordo com uma pesquisa da Burst Media Survey, 80% dos adultos entre 18 e 34 anos são influenciados por blogs no momento da decisão de compra. O blog é a principal plataforma de conteúdo que sua empresa tem. É por meio dele que você dissemina o know-how da sua equipe, atraindo pessoas interessadas no que você tem a dizer. A missão do blog é gerar autoridade para o seu empreendimento, mostrando do que sua empresa é capaz e por que ela é a melhor fornecedora de soluções que as pessoas podem querer contratar.

Organize sua rotina para publicar no mínimo um novo artigo em seu blog por semana. Ter disciplina agradará seus leitores e o Google!

Investir em conteúdo é buscar uma audiência própria, ativa e qualificada, e você ainda se beneficiará muito mais:

  1. Autoridade: produzir conteúdo sobre o contexto da sua empresa e não sobre seus produtos/serviços, posicionará a sua empresa e seus porta-vozes como uma fonte de informação e inspiração.
  2. Segmentado e efetivo: o conteúdo certo atrairá o público-alvo da empresa e aumentará sua conversão.
  3. Relacionamento: você entregará valor para seu público-alvo antes de pedir qualquer dinheiro pare ele.
  4. Preferência na escolha: seus conteúdos farão tanta diferença na vida de seu público e ele dará preferência por contratá-lo. 
  5. Indexável: sua base de conteúdo será apresentada no Google, aumentando a sua audiência.
  6. Permanente: por mais que você pare de produzir conteúdo, a sua base já existente continuará entregando resultados.
  7. Ativo próprio: a sua empresa possuirá audiência própria, que poderá alcançar um número mensal de novas oportunidades, sem a necessidade de investir na compra de mídia.
  8. Barato: para produzir.

Contra números não existem argumentos!

  • “Empresas que blogam geram 126% mais leads do que as que não blogam.” Hubspot
  • “Em média empresas que blogam geram 55% mais visitantes em seu site.” Hubspot
  • “Empresas que blogam geram 97% mais backlinks.” Hubspot
  • “Empresas que blogam geram 434% mais páginas indexadas em média.” Hubspot
  • “Postar em seu blog regularmente está diretamente relacionado com um maior ROI.” Hubspot

Dica 6: Distribua seu conteúdo nos canais corretos

Não adiantará de nada investir em conteúdo e não ter leitores. Pior ainda será ter os leitores errados para a geração de oportunidades de negócio.

Portanto utilize os canais que você identificou na dica 3, distribua suas iscas de conteúdo neles, direcionamento corretamente para o perfil do seu cliente ideal.

Dica 7: Conquiste o direito de falar diretamente com seu cliente

Seu cliente ideal foi atraído pelo conteúdo do seu blog, mas ele, apesar de ter o perfil desejado, ainda é um desconhecido.

Esse é o momento correto para trocar um conteúdo altamente útil e relevante por informações de contato do visitante. Assim você transformará desconhecidos em leads!

Os conteúdos desenvolvidos para essa etapa da ação deverão ajudar seu cliente ideal a entender quais opções ele possui para resolver seu problema (não seja egocêntrico, fale também de soluções que você não oferece).

Tendo em mente que Maurício já tem ciência que suas dores nas costas podem ser causadas por seus hobbies, observe o exemplo de oferta de conteúdo a seguir:

Ebook oferecido através de uma landing page com o título ”O guia para assistir TV com saúde”.

Esse material deverá explicar sobre a:

  1. Qualidade da espuma ideal para um sofá, assim como as dimensões do seu assento e escoro;
  2. Altura e distância da TV conforme seu tamanho;
  3. Qual o melhor tipo de rack para facilitar a instalação da TV e deixar a sala bem decorada e agradável para seu lazer.

Dica 8: Facilite a tomada de decisão

Agora que você conquistou a atenção do Maurício e ganhou sua permissão para enviá-lo um e-mail, não seja apressado forçando uma venda.

Ajude seu cliente ideal a decidir pela melhor solução para o seu problema. Nesse momento você deverá apresentar argumentos para defender a sua oferta. Casos de sucesso são excelentes para isso! Exemplo:

E-mail com o título “5 casos em que uma sala de estar funcional mudou a saúde das pessoas”.

Dica 9: Compreenda seu funil de vendas e a jornada de compra do seu cliente

Entender quais etapas são essenciais em seu funil de venda e realizar um alinhamento com a jornada de compra do cliente, permitirá que você desenvolva a pauta correta de conteúdos.

Cada conteúdo deverá ser pensado para guiar um desconhecido até que ele se torne um cliente, facilitando sua passagem por todas as etapas da sua jornada!

Exemplos de conteúdos por etapa do funil do inbound marketing

Exemplos de conteúdo na Jornada de Compra do Maurício.

Dica 10: Não apresse a venda

Levando em consideração que apenas 3% do público impactamos está realmente comprando agora, precisamos desenvolver uma estratégia para não perder grande percentual dos nossos esforços financeiros ou de tempo das equipes de marketing, atendimento e vendas.

A automação de marketing nos permite relacionar com os leads, tornando seu interesse cada vez mais aquecido, aproximando-o do momento da compra, conforme necessário para seu estágio de cada um deles:

Nutrição de Leads

Fatos!

  • "Empresas que se destacam em nutrição de Leads geram 50% mais vendas a um custo 33% menor." Forrester Research
  • "79% dos Leads vindos do Marketing nunca se convertem em Vendas. A principal causa disso é a falta de nutrição dos Leads." MarketingSherpa
  • "50% dos Leads são qualificados, mas ainda não estão prontos para comprar." Gleanster Research
  • "Leads que foram nutridos geram vendas 47% maiores do que Leads que não foram."  The Annuitas Group
  • "Apenas 5% dos marketeiros usam soluções de automação de marketing." Forrester Research

Dica 11: Acompanhe e mensure seus resultados

Uma das maiores vantagens de se fazer marketing digital é que na esfera da web tudo é mensurável. Seja qual for a estratégia escolhida, há uma grande quantidade de dados que pode ser recolhida, analisada e utilizada para realizar ajustes e melhorar os resultados de um negócio.

As métricas a seguir serão importantes para o monitoramento dos resultados da suas campanhas de Inbound Marketing:

Custo por Aquisição

Também conhecido como “custo por conversão”, o CPA apresenta o custo para cumprir uma meta, que poderá ser uma venda, um preenchimento de formulário, a inscrição em uma newsletter, a leitura de uma página, etc.

Custo por Lead

Os leads são “as meninas dos olhos” no marketing digital moderno. A sua geração poderia ser monitorada a partir do CPA, mas devida sua importância, utilizamos um especial para ele chamado de CPL, ou custo por lead.

ROI

O ROI (Return On Investment, em português Retorno Sobre o Investimento) certamente é uma das métricas mais utilizadas em qualquer análise. Possui metodologias diversas para ser calculada mas, em geral, usa a fórmula: Ganho Total – Quantia Investida / Quantia Investida.

Ela pode ser utilizada para estratégias individuais ou múltiplas e revela se elas foram realmente efetivas e trouxeram bons resultados.

Conclusão

Parabéns! Você acabou de ler quase 5 mil palavras sobre Inbound Marketing e está muito mais preparado para aplicar todo esse conhecimento em sua empresa!

Nesse momento deve estar pensando de que forma iniciar suas ações e que haverá um grande trabalho pela frente! Você está correto! Será possível aumentar em muito as vendas da sua empresa a partir da aplicação do Inbound Marketing, mas resultados não serão percebidos da noite para o dia. Será necessário percorrer um longo e árduo caminho até que cada detalhe esteja realmente otimizado.

Não se desanime! Tenha em mente que seu processo poderá melhorar continuamente e que em cada ajuste feito você estará mais próximo do ideal!

Comece hoje mesmo, seguindo cada uma das nossas dicas! Sempre que surgirem dúvidas, deixe um comentário no final desse artigo. Eu ficarei muito feliz em ajudá-lo!

Ainda sobre seus comentários, será muito bom saber se esse material ajudou sua empresa e também ideias de como poderemos melhorá-lo! 

Por fim, se você não possuir tempo ou equipe para tirar esse projeto do papel, entre em contato conosco! Será um privilégio fazer parte desse importante projeto para a sua empresa!

Abraços e bons negócios!
Guilherme de Bortoli



Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!